Hack Lobisomem Powered by the Apocalypse – Introdução

Já conversamos sobre esse Hack antes, também já explicamos as mecânicas AWE e como começar a fazer seus próprios jogos. Pois Bem, agora vamos mostrar esta construção passo a passo e finalizar com um Hack para ser usado por vocês.

Nessa primeira matéria vamos discutir sobre o que vamos fazer e sobre o cenário e sistema que vamos adaptar e criar.

Para aqueles que não conhecem Lobisomem o Apocalipse, trata-se de um RPG de horror pessoal onde o jogador representava um Garou, um Lobisomem que lutava para impedir o fim do mundo, enquanto se aceitava como monstro e seu lugar no mundo. Seus principais inimigos eram a Wyrm, a corruptora e a Weaver, a tecelã, duas forças cósmicas que pretendiam destruir a criação como conhecemos.

O jogador poderia escolher se havia nascido homem, lobo ou lobisomem, podia escolher qual papel ele desempenharia na sociedade paralela dos lobisomens e ainda a sua Tribo, uma espécie de nacionalidade cultural e assim criar um personagem único.

As tramas geralmente envolviam violência e selvageria, perda ou recuperação da esperança com toques de discussão espiritual e moral das sociedades modernas. Haviam milhares de outros temas para serem abordados, mas em 2004 o jogo foi descontinuado e recentemente ele está sendo reestruturado para ser relançado.

Além dessas tramas, existe o sistema, Storyteller, que em um apertadíssimo resumo  tratava-se de: somar duas características, uma inata e outra derivada de aprendizado e após aplicar bônus e redutores encontrar uma quantidades de dados de 10 faces a ser lançada, os resultados seriam comparados com um valor mínimo exigido, geralmente 7 e somados, quanto mais sucessos melhor, nenhum sucesso, falha, nenhum sucesso e resultados 1 falha dramática.

Por fim, existiam poderes e características especiais dos lobisomens para serem usadas juntas: Os Dons e a Fúria, Gnose e Força de Vontade, que produziam efeitos devastadores contra seus inimigos.

  • A Adaptação:

Será mais simples do que imaginam: Vamos usar como referência para adaptação os Jogos PbtA Sombras Urbanas, Worlds in Peril e Dungeon World. Além disso o Card Game Rage. Como se trata de uma homenagem, os conceitos do cenário como Garous, Gnose, Gaia, Wyld, Crinos, Delírio e outros não vão ser pormenorizados, afinal, queremos que você leia o material original!

A ideia é trazer para a simplicidade e velocidade de um sistema rápido, colaborativo e focado em histórias um cenário denso, rico e muito empolgante. As características serão reduzidas, mas sem deixar a exclusividade do personagem único de fora. Os poderes serão concentrados nos movimentos dos personagens e um guia para a criação de aventuras e inimigos será oferecido.

Vamos separar a Adaptação da Seguinte forma:

  • Mestre Narrador
  • Características
  • Movimentos Básicos
  • Movimentos Avançados
  • Movimentos Especiais
  • Frentes de Aventura
  • Exemplos de Inimigos
  • Ficha Genérica
  • Ficha exemplo de Tribos

Não percam a próxima matéria com a continuação!

Resultado de imagem para silent strider

Dúvidas e Sugestões são sempre bem vindas, fale conosco!

3 comentários sobre “Hack Lobisomem Powered by the Apocalypse – Introdução

  1. Pingback: Hack Lobisomem Powered by the Apocalypse – Contando as histórias | RPGWorldsite

    • Olá Jango, tudo bem? Estamos tentando fazer o melhor possível sem imitar nenhum jogo, mas a proposta acaba sofrendo alterações com o tempo. Seria muito triste apenas fazer um hackl para Dungeon World, embora fosse muito mais fácil. Criar do zero está dando dor de cabeças!

      Curtir

Deixe uma resposta para Jango Fett Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s