Jogamos Simple World

Recentemente fechamos uma história utilizando as regras de Simple World. Uma aventura iniciada ano passado nos encontros do BPE do Rio de Janeiro e continuada via whatsapp. O cenário era pós apocalíptico sobrenatural, sugerindo o que aconteceria se as criaturas fantásticas mais populares, como vampiros, fadas e lobisomens resolvessem dominar o mundo e dividir entre eles em territórios.

 

Como homenagem ao Storyteller, foram utilizadas características Física (FIS), Sociais (SOC), Mentais (MEN) e Espirituais (ESP), além de dois movimentos padrões, “Desafiar o perigo com  …” e “Testar a sorte com … “, se diferenciando que na segunda, o jogador recebia opções para escolher ou custos constantes.

Para rolagens, utilizamos o site Elisium Dados Online, de forma adaptada e as fichas foram personalizadas conforme as regras do Simple World. O sistema era simples, de manhã era postado o resultado das jogadas do dia anterior, o seu impacto na história e outras demandas da cena que estava sendo narrada, durante o dia, os jogadores descreviam o que queriam fazer e à noite, era determinado se precisava de uma rolagem ou não, ou ainda qual movimento utilizado. Havia ainda um tempo de espera pelos jogadores se manifestarem, se alguém ficasse 24 horas sem se manifestar, o mestre fazia uma jogada pela pessoa de acordo com uma virtude e um vício escolhidos na ficha.

Durou quase um ano a jogatina, que em um encontro pessoal duraria umas 8 horas de jogo. Tivemos alguns percalços, mas todos se divertiram durante o jogo. Alguns pontos importantes levantados interessantes de se pontuar para aqueles que pretendem jogar via mensagens:

  • Deve existir uma periodicidade de jogo que atenda a todos, e não seja diário, para evitar que o grupo se canse de jogar, mantendo a expectativa.
  • Em caso de desinteresse por parte de um jogador, ou impossibilidade de jogar ou continuar jogando, o mesmo deve comunicar ao mestre e ao grupo, para evitar que a aventura fique presa esperando alguém.
  • O mestre deve evitar que o jogo fique parado, mantendo um bom ritmo de jogo, se possível, não permitindo comentários ou incursões no grupo onde a história está sendo contada.
  • Deem preferência para sistemas simples e diretos (como os dos jogos PbtA), isso facilita muito a fluidez dos jogos.
  • Uma pasta compartilhada com as fichas, imagens e regras do jogo, pode ajudar.
  • A aventura tem que ter um fim, não fiquem jogando a mesma história para sempre, porque isso vai se tornar cansativo.

Sobre a aventura:

  • Pombos mutantes podem ser muito perigosos….
  • Não entre em uma ruína que tiver marcas de sangue fresco na entrada.
  • Se alguém passou por você gritando e correndo, não é bom sinal.
  • Se perder numa floresta não é legal, ainda mais com criaturas te caçando.
  • Cuidado com os malucos que falam sozinhos, nem sempre eles estão sozinhos.

Gostou? Achou interessante? Que dicar você tem para jogos via aplicativos de mensagens? Como você faz para jogar rpg de mesa à distância, conte-nos suas experiências!

Um comentário sobre “Jogamos Simple World

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s